Overclock

Como a psicologia ajuda a fazer um overclock na sua gameplay?

A gente sabe que ter uma boa gameplay vai além de ter periféricos de ponta ou treinar incansavelmente. Dentro do server, boa parte do desempenho se dá pelo preparo psicológico em lidar com adversidades. Em modalidades que exigem um feedback neuronal tão preciso e rápido, como é o caso dos FPS, existem também diversas demandas que vão além da estabilidade psicológica: é necessário um profissional da psicologia para treinar as técnicas neurovisuais, musculares e de feedback – que também melhoram significativamente quando combinado com Overclock.

Nesse sentido, a profissionalização cada vez mais crescente dos esports vem acompanhada pelo investimento em psicólogos, que atuam junto dos coaches no dia a dia com os atletas. Não adianta ter o melhor PC rodando sem limites de FPS se a sua cabeça não passou por overclock!

Hoje entrevistamos Flávio ‘exp’ Calheiros, atual técnico do Santos e-Sports e formado em psicologia,  para entendermos quais são as maiores questões psicológicas de jogadores de CS e quais são as soluções para aprimorar a gameplay individualmente.

 

  1. Dificuldade em aceitar hierarquias

Quando se trata de um jogo como o CS e outros FPS que envolvem a jogabilidade em time, sempre existe um comando. É o IGL quem diz quais ações serão tomadas e, nesse sentido, não existe espaço para democracia.  Portanto, é necessário que todos os jogadores estejam previamente de acordo e confiem nas calls passadas por aquele que lidera em servidor. Da mesma forma, fora de servidor, é o coach quem deve traçar as táticas  que o IGL deve buscar seguir.

“Muitos atletas, principalmente aqueles que vêm do cenário mais antigo, acreditam que o papo de hierarquia é balela. Tem gente que acha que por estar há anos no cenário, por ser mais experiente que o restante do time, ou por ter conquistado x títulos, não precisa escutar call de IGL ou até do coach. Isso prejudica o desenvolvimento do time”. 

Um acompanhamento psicológico poderá ajudar esse player a compreender a importância de hierarquias e poderes.

 

  1. TOC

Você já parou para pensar em quantas vezes durante o jogo você aperta o ‘Q’ para pegar a faca na mão e trocar para a arma?  E quantas vezes você trocou de resolução ou mira por acreditar que são essas alterações que irão otimizar sua gameplay? E a sensibilidade do mouse? Já ouviu falar em jogadores que mudam a foto da Steam toda vez que jogam mal, porque isso de alguma forma – quase que supersticiosa – estaria prejudicando?

“No final o que o atleta quer é jogar bem, sem ansiedade, com um bom controle mental, mas como ele não sabe fazer isso, ele muda foto da Steam, resolução, se pudesse mudaria a mão, o rosto (risos). Culturalmente se ensina que é mais fácil ele alcançar isso dessa forma do que indo atrás de psicólogo para investigar o que está por trás das suas ansiedades”. 

 

  1. Provocações

Trash talk, pixar e atirar no corpo morto, matar na faca: para alguns são coisas banais, para outros, são motivos para tiltar e perder a cabeça.  Para ‘exp’, é possível tirar vantagens  dos jogadores adversários  quando se sabe que essas provocações afetam de forma negativa. No caso de seus próprios atletas se deixarem levar por provações, exp aconselha: “você está dando gap para que essa fragilidade exista”. 

O psicólogo busca entender a subjetividade individual de cada atleta, para assim investigar o porquê de determinadas provocações  prejudicarem  a performance em jogo.

CS:GO: Neymar brilha em clutch, "humilha" ZywOo, mas perde desafio | cs:go | ge

Neymar dando facada em ZywOo

 

Em síntese, ‘exp’ afirma: todo atleta tem que ter o mindset vencedor. “Eu sempre falo do Cristiano Ronaldo: como ele acorda e vive a vida? Tem horário pra jogar bola, fazer fisio, musculação, psicólogo, hora pra descansar e pra curtir. Ele acorda se sentindo vencedor, dorme como vencedor e entra em campo como vencedor. Ele cerca tudo ao redor dele de coisas, pessoas e situações que afirmam e repetem que ele vai vencer. Convenhamos, ele tá mentalmente à frente de muitos jogadores”.

Cada vez mais a psicologia deixa de ser vista como “balela”, e passa a ser um diferencial para os players que compreendem a importância de se cuidar da mente. Vamos fazer esse overclock?

 

Add Comment

Meu carrinho
Seu carrinho está vazio.

Parece que você ainda não fez uma escolha.